segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Como surgiu o método


Joseph Humbertus Pilates, nascido em 1880 em Münchengladbach, Alemanha, era filho de um atleta de ginástica e de uma mãe que usava terapias naturais de cura. Na infância, Pilates sofria de asma, raquitismo e febre reumática. Mas, desde pequeno, ele se interessava por exercícios e saúde, e quando um médico de família lhe deu um velho livro de anatomia, o menino começou a memorizá-lo e a exercitar cada parte de seu corpo. Quando se tornou adulto, Pilates já era destro em boxe, ginástica, esqui e mergulho. Ao irromper a Primeira Guerra Mundial, em 1914, ele estava vivendo e trabalhando na Inglaterra e foi detido em um campo de internação para civis de nações inimigas. Ele ensinou técnicas de autodefesa e luta aos companheiros de campo, e começou a desenvolver o método de exercícios que mais tarde seria conhecido como Contrologia. Pilates terminou sendo transferido para um trabalho como enfermeiro de pacientes com doenças características da época da guerra. Ele começou a criar equipamentos para ajudar a reabilitar seus pacientes. Em 1926, Joseph Pilates se mudou para os Estados Unidos e abriu uma academia de ginástica em Nova York, em sociedade com sua mulher Clara, para ensinar seu método, que logo se tornou popular entre dançarinos lesionados que precisavam de reabilitação. Como o pilates propicia força sem aumentar a massa, serve como exercício efetivo para dançarinos que precisam se manter esguios. O método pilates continua em uso hoje para prevenção e reabilitação de lesões esportivas. O pilates promove o fortalecimento dos músculos fracos, o alongamento dos músculos encurtados e o aumento da mobilidade das articulações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário