sexta-feira, 1 de junho de 2012

Pilates: Estabilização Pélvica e Escapular

Independente dos objetivos que o seu corpo precise, todos os movimentos de uma aula de Pilates incluem a Estabilização da pelve e das escápulas. E qual seria a importância dessa estabilização? 
Para garantir que o nosso corpo esteja o mais natural e confortável possível, livre de tensões durante toda a execução dos movimentos, temos que manter o alinhamento postural com a estabilização das cinturas pélvica e escapular. Seu instrutor saberá te conduzir da melhor maneira para que você tenha um movimento eficiente e seguro. 

                                                Fonte: http://lsstudiocarioca.blogspot.com.br/
                                          
O alinhamento inferior de seu corpo será feito de acordo com sua base de suporte onde a pelve não poderá estar rodada e nem inclinada, se isso ocorrer você terá desconfortos e tensões musculares, principalmente na coluna e quadril. É necessário uma atenção maior nos músculos do CORE ( assoalho pélvico, abdômen, músculos multífidos que ficam na coluna) ativando-os antes de qualquer exercício.

No caso das escápulas, o posicionamento correto é tão importante quanto ativar o abdômen antes do exercício, principalmente porque as escápulas são ossos móveis pelo fato de não ter nenhuma inserção óssea como a caixa torácica e a coluna vertebral.

Cada aluno terá seu próprio alinhamento corporal, prestando muita atenção na ativação dos músculos, da região superior das costas e pescoço, não mantendo esse controle da musculatura você sentirá desconfortos e tensões nessa região. 

Se houver rigidez na musculatura antes do inicio dos exercícios, haverá muito estresse muscular assim que o movimento começar, por isso não confunda contração com tensão muscular e nem controle corporal com relaxamento, crie sua consciência corporal ideal para  as sua aulas!


Fonte: www.tudosobrepilates.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário