quarta-feira, 6 de junho de 2012

PILATES PARA GESTANTES



Fonte: Internet
Um dos exercícios físicos mais indicados pelos médicos atualmente para as gestantes é o Método Pilates, pois é uma atividade física de baixo impacto e ótimo para auxiliar no fortalecimento dos músculos centrais do corpo. Se o abdômen, as costas e o assoalho pélvico estão tonificados, eles suportarão com mais conforto e resistência o período de gestação e a hora do parto.

É sempre importante lembrar que antes de iniciar qualquer atividade física, a mãe procure por orientação médica. Após o 4º mês de gestação pode ser dar início as atividade de Pilates, procurando um instrutor que possa lhe dar total atenção durante a prática dos exercícios.

A capacidade de adaptação dos exercícios também é um fator importante que torna o Pilates a atividade física predileta das grávidas. Além disso, ajuda também as futuras mamães a recuperar a forma física que tinham antes da gravidez. 

                           Confira como o Pilates atua em cada período da gestação:


Durante os três primeiros meses de gestação as mudanças hormonais podem fazer com a mulher se sinta cansada e com náusea. Porém, exercícios leves podem ser feitos e, muitas vezes, podem realmente melhorar o corpo fazendo com que se sinta mais disposta física e mentalmente.

O segundo trimestre é, para a maioria das mulheres, a parte mais fácil da gravidez. Embora o corpo esteja mudando e se expandindo, os níveis de energia são geralmente elevados, e é aí que devemos aumentar os níveis dos exercícios, para proporcionar todas as vantagens do treinamento para os meses seguintes.

No terceiro trimestre, as gestantes tendem a se sentir mais pesadas e com uma grande sensação de desconforto nas costas pois os hormônios começam a se projetar para afrouxar as articulações do quadril. O peso do bebê pode modificar a noção de equilíbrio, as pernas podem ficar inchadas e varizes podem se desenvolver. O Pilates ajuda a todas estas condições associadas à gravidez, reforçando os músculos centrais que, por sua vez, levam à melhora da postura e da circulação sanguínea.

A melhora no tônus muscular e na circulação, obtida através da prática do Pilates também será de grande valor durante o trabalho de parto. Uma circulação melhorada permite uma maior oferta de oxigênio para o útero e torna o parto menos sofrido para o bebê. E, claro, as técnicas de respiração utilizadas no Pilates podem ajudar com o controle da respiração durante o parto.


Fonte: matéria da gnt


Fonte: http://www.clifisio.com 
   Por www.revistapilates.com.br

Um comentário:

  1. Querida,
    está tudo ok com seu cadastro, seja bem vinda a parceria BLOGUEIRAS UNIDAS!
    É um prazer tê-la conosco, no próximo sábado publicaremos seu link, aguardamos sua visita para ver seu número em nossa lista de divulgação.
    http://listadedivulgacaoblogueirasunidas.blogspot.com/
    Pedir sua carteirinha a Paulinha.
    Obrigada!
    Abraços!
    Siglea & Marcia - Blogueiras Unidas

    ResponderExcluir