quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Sedentarismo pode causar dor nas costas

O corpo humano não foi feito para ficar parado em uma mesma posição por muito tempo. Mesmo com a postura correta, a falta de movimentação faz com que os músculos entrem em fadiga e doam. Esse problema tem efeitos ainda piores em situações de postura incorreta e os dois casos podem provocar dor nas costas. Sentir dor nas costas é um problema que atinge uma parcela muito grande da população. Além da falta de movimentação, a postura errada e os músculos enfraquecidos também são fatores que contribuem para esse incômodo. Por isso, a prevenção é simples: corrigir a postura, fortalecer os músculos e se movimentar alternando a posição.

Fonte: Internet
As dores musculares mais comuns são provocadas por fatores mecânicos, como o esforço excessivo e o erro postural. Essas dores costumam durar até 8 semanas e ter começo, meio e fim.
Se a dor continuar por mais de 8 semanas, é preciso procurar um médico para investigar se há algum outro problema. Dores que duram mais de três meses são consideradas crônicas e podem ser causadas por alterações degenerativas da coluna, como osteoartrose e hérnia de disco.
Outra causa de dor é a deformidade em alguma das três curvaturas da coluna: a lordose cervical, a cifose torácica e a lordose lombar. Quando a cifose é acentuada, pode causar um problema chamado hipercifose, comum em pessoas tímidas, altas e que usam muito o computador. Normalmente, essas pessoas jogam os ombros e a cabeça para a frente e têm dores no pescoço e ombros. Como figura abaixo:



Fonte: Internet


Já a escoliose, doença que altera a posição da coluna, está ligada a um fator genético e tem vários graus. Em casos mais leves, o uso do colete é indicado. Nos mais graves, é indicada a cirurgia. Porém, tem as alterações de posturas que também levam a coluna a ficar em formato de S, chamada de "escoliose postural". Esta deformidade é momentânea e pode ser corrigida apenas com realinhamento postural.

Fonte: Internet
A região lombar é a que mais aguenta carga do corpo, portanto, a que mais sofre. Quando a curvatura dessa região e da cervical é acentuada, o problema se chama hiperlordose. O uso do salto alto, por exemplo, faz essa curvatura se acentuar. Outro problema é o escorregamento da vértebra, muito comum nos adolescentes. Um fator que pode causar dores na lombar é ficar muito tempo sentado. A pessoa que fica sentada pressiona os discos invertebrais do que a pessoa que fica em pé, por exemplo. A pressão aumenta ainda mais quando a postura é incorreta.

Fonte: Internet
Para combater o incômodo, na maioria dos casos o tratamento é feito com exercícios físicos. O Pilates é um dos exercícios apropriados para combater dores na coluna. A prática corrige a postura, realinhando a coluna e fortalecendo a musculatura abdominal e das costas.

A atividade possui técnicas apropriadas que auxiliam no alívio das dores, através de um eficaz fortalecimento de musculaturas profundas e certeiras na reeducação postural, como os multífidos, que atuam como estabilizadores da coluna. Ou seja, são esses músculos que - quando saudáveis - mantêm a coluna posicionada no seu lugar, sem desvios. Os músculos paravertebrais também são trabalhados no Pilates, auxiliando na manutenção da coluna ereta. Já o músculo quadrado lombar auxilia na extensão de tronco (quando inclinamos o tronco para trás) e também na rotação de tronco (movimento feito quando estamos no banco da frente do carro e pegamos a bolsa no banco de trás). Por último, o Pilates trabalha o trapézio, músculo responsável pelos movimentos de ombro, cabeça e diafragma - músculo da respiração.

O Pilates pode ser praticado por qualquer pessoa de qualquer faixa etária. Mas antes de iniciar os exercícios, principalmente para quem já apresenta dor na coluna, é fundamental uma avaliação física de um profissional qualificado.

FAÇA PILATES COM CONCENTRAÇÃO E FOCO

Para a realização dos exercícios, procure usar roupas confortáveis e realizar as atividades em cima de uma toalha, tapete ou colchonete. o Pilates deve ser realizado com foco e concentração, pois somente assim é possível ganhar a consciência de cada músculo que está sendo trabalhado no corpo. Consciência esta que facilita na hora do fortalecimento, trazendo resultados mais rápidos.

Ao incorporar o hábito de realizar estes exercícios no seu dia-a-dia, perceberá que este cuidado não fará somente bem para seu corpo, mas também para sua mente, que ficará mais serena.
Fonte: Internet



Fonte: g1.globo.com
       





2 comentários:

  1. Olá eu queri muito fazer pilates, mas quando vi o valor em uma academia de pilates aqui perto de casa tive que desistir, fora da minha realidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lilian! Pois é, a maioria das pessoas que têm vontade de fazer quando se depara com os preços, acabam adiando a decisão ou mesmo desistindo. o valor cobrado pelas aulas de Pilates está associado ao alto nível da formação dos profissionais e ao custo de investimento. Um bom estúdio, bem equipado, com professor especializado e certificado requer bom investimento inicial e constante investimento em atualização tanto profissional quanto dos aparelhos. Dependendo da cidade a mensalidade cobrada de 2x/semana é de R$ 150,00 à R$ 550,00 por mês.
      Um fator que se deve levar em conta é o atendimento personalizado característico do método. As aulas de Pilates, quando não são individuais, são dadas para 3 ou 4 pessoas, no máximo. Ao contrário das aulas de ginásticas em academia, que chegam a somar 20 ou mais pessoas numa mesma sala. O Pilates é baseado na atenção e consciência corporal. O olhar do professor deve estar sempre atento a cada movimento do aluno, como um personal trainner. Daí o motivo por ser caro, mas vale a pena o investimento, vários estúdios oferecem uma aula experimental e pacotes de descontos, quem sabe vc não consegue pagar. Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir